terça-feira, 15 de março de 2011

Japão, Terremoto, Tsunami e Civilidade...

Preparo e espírito de grupo explicam ausência de saques após terremoto

O desespero, a destruição e o caos que o Japão enfrenta desde o terremoto e o tsunami que assolaram o país na última sexta-feira foram vistos também no Haiti e no Chile, ano passado. Mas, ao contrário dos países ocidentais, o Japão enfrenta a crise humanitária de uma forma mais organizada e menos violenta. Até agora, nenhum episódio de saque ou briga foi registrado no país, o contrário do que ocorreu no Haiti, que precisou da intervenção do Exército e de forças da ONU, e da cidade chilena de Concepción, que teve de decretar toque de recolher após quase todas as lojas da cidade terem sido roubadas.

Fonte (G1)

Nota: Qual a religião predominante no Haiti? Qual a religião predominante no Chile? Qual a religião predominante no Japão? Creio e insisto nisso: ética, moralidade e civilidade independem de crenças. Eis aí uma prova contundente.

Enéias Teles Borges

4 comentários:

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cleiton Heredia disse...

Para quem acha que civilidade é uma característica dos países do primeiro mundo, nos Estados Unidos - New Orleans com a passagem do Furacão Katrina ocorreram saques, assassinatos e até estupros.

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Cleiton,

O que me chama a atenção é o fato de que o Japão não é país cristão. A imagem que se tinha era que os cristãos fossem mais dados ao respeito e civilidade.

Enéias

Altamirando Macedo disse...

Eu nunca aceitei que para ser racional tinha que ser cristâo. Pode, os exemplos, me fazerem acreditar que religião é um mal desnecessário e que a irracionalidade está ligada a ela.
Abraços.

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails