domingo, 28 de novembro de 2010

A pomba como símbolo da paz

A alegoria da pomba branca como mensageira da paz está em passagens da Bíblia. Um desses episódios é narrado no capítulo 8 do Gênesis, primeiro livro do Velho Testamento. Noé, que esperava na arca o fim do dilúvio, mandou um animal mensageiro para ver se as águas haviam baixado.

O primeiro escolhido foi o corvo, que ficou voando para lá e para cá – e perdeu a oportunidade de ganhar a simpatia da humanidade. Então Noé enviou uma pomba. Na primeira viagem, ela não encontrou nenhum lugar para pousar. Sete dias depois, foi novamente solta e retornou com um ramo de oliveira no bico. Isso, de acordo com a narrativa bíblica, simbolizava a paz entre Deus e os homens. "Além disso, o ramo de oliveira significava também garantia de alimento, de remédio e da bênção divina", diz o teólogo Tércio Machado Siqueira, da Universidade Metodista de São Paulo. Há também citações à pomba nos Evangelhos. Assim que Jesus foi batizado, o espírito de Deus desceu sobre ele em forma de uma pomba. Desde então, a pomba é associada ao Espírito Santo. Apesar de não haver menção da cor dessas pombas na Bíblia, os costumes da época explicam por que, nas representações, elas sempre são brancas.

"A pomba era muito usada por judeus pobres em sacrifícios. O animal não poderia ser pintado ou doente, deveria ser branco", afirma Siqueira.

[Superinteressante]

Nota do Editor: Não é exatamente de símbolos que a humanidade precisa agora. Não basta a existência de um símbolo da paz, aceito de forma unânime pelos povos ou não. Importa mesmo é a paz efetiva, pelo menos a paz de espírito. A paz tão desejada afasta-se do homem moderno de forma constante. A guerra em seus nefastos sentidos insta em tomar o seu lugar...

Enéias Teles Borges
Postagem original: 16/01/2009
-

Um comentário:

Webert Gomes disse...

Sua nota foi valiosíssima. Precisamos de paz efetiva, a começar de dentro de mim que a desejo. No entanto, é compreensível a criação e manutenção de certos símbolos. Pretensiosos ou não, muitos nos instigam a procurar a realidade dos fatos e de alguma forma nos incentivam a descobrir mais de nós mesmos a partir do tema que este nos propõe. Por outro lado, também servem para a comunicação mais clara e direta entre determinados povos e grupos. Às vezes, só as palavras não bastam. Há tanto o que é indizível, não?

Parabéns pelo seu trabalho neste blog. É admirável a sua investigação e a forma como contribui para o pensamento científico. Vá longe!

Abraço e obrigado pelo incentivo. Até mais!

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails