segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Pastores e bispos gays

Igrejas evangélicas da Alemanha permitem que pastores e bispos gays morem com parceiros

Depois de uma reunião realizada na semana passada, a maioria do sínodo da Igreja Evangélica local passou a permitir que os sacerdotes homossexuais do Estado alemão da Baviera poderão conviver nas casas paroquiais com os parceiros.

A reunião aprovou a medida com 98 votos a favor, cinco contra e cinco abstenções, seguindo assim a recomendação prévia emitida pelo Conselho Evangélico do Estado da Baviera.

Assim, a partir de agora, os pastores homossexuais e as pastoras lésbicas poderão solicitar permissão à Igreja evangélica para compartilhar as dependências paroquiais com seus respectivos companheiros ou companheiras.

A hierarquia eclesiástica vai decidir cada caso individualmente, analisando se a convivência comum não afetará o trabalho pastoral do sacerdote.

A Igreja Evangélica Alemã deixa nas mãos das Igrejas regionais a decisão sobre a convivência dos casais homossexuais, por isso a regra varia entre os estados da Alemanha.

O caso da Baviera é especialmente chamativo, porque é considerado a região mais tradicionalista da Alemanha. Atualmente, o país conta com mais de 24 milhões fiéis evangélicos.


Nota: É apenas o começo, queiram ou não queiram. O mundo caminha para a plena liberdade no exercício da fé, especialmente a fé cristã. Não é o contexto do ateísmo, não é do islã, não é do judaísmo. Trata-se de procedimento no seio do cristianismo. Aguardemos as reações em cadeia...

Enéias Teles Borges
-

2 comentários:

Anônimo disse...

leia o primeiro capítulo da Carta do Apostolo Paulo aos Romanos e vc entenderá o pq da proibição. me espanta e muito essa decisão do grupo de pastores (porque bispo de fato só dentro do catolicismo). ela vai frontalmente contra as Escrituras adotadas pelo próprio cristianismo.

e as próprias Escrituras cristãs dis q qualquer um que as alterar que seja anátema. o homessexualismo no contexto cristão ainda continuará a ser enxergado a luz das Escrituras independente dessa colocação dessa reunião.

e não se trata de julgar ninguém, se trata apenas de se ser fiel ao q se acredita ser revelado. é uma situação q sempre foi muito complicada e que sempre será dentro do cristianismo, não importa qual reforma se faça, pois para q se aceite o exercicio do homessexualismo de forma plena, seria preciso cortar partes das Escrituras, tanto no AT qto no NT...

Patrícia_search disse...

Quando eu penso sobre o homossexualismo, me vem a cabeça duas pessoas identificando uma na outra o seu ideal de parceria amorosa. A parte física desse contato causa estranhamento, mas a sua particularidade exige pudor. O extremo são os casais nos parques depois da Parada gay.
Sob a ótica religiosa, é a prevaricação e a negação da palavra bíblica, é ir contra a constituição biológica dos sujeitos. Homens bilogicamente estão preparados para as mulheres e vice e versa.
Existem mais coisas em jogo do que simplesmente dar a um gay o direito de exercer a sua sexualidade.
O tema é polêmico e todo ponto de vista é a vista de um ponto.

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails