segunda-feira, 7 de junho de 2010

Vida em lua de Saturno?

O contexto religioso/teológico no qual cresci deixou sempre claro: há vida fora da Terra. Vida perfeita, não corrompida pela ação do pecado original. Não há possiblidade para o ser humano, em estado de pecaminosidade, manter contato com vida criada extraterrestre. Sabíamos que se o homem, no futuro, viesse a manter contato com seres de outros mundos, antes da Glorificação em Cristo, a nossa Teologia estaria reduzida a pó. Encontrar qualquer tipo de vida fora da Terra e que não estivesse dentro dos padrões de perfeição (como o homem no Éden), seria o fim de tudo que se crê, no que diz respeito ao "Plano de Salvação" e de "Redenção" do ser humano.

Hoje tenho uma concepção bem diferente de muita coisa. Vejo o avanço da ciência como uma forma, impossível de deter, que mudará, de forma radical, a religião no reino dos homens. Assim como o tempo mostrou que Galileu tinha razão, e quase morreu por isso, o mesmo tempo (conjugado com a ciência) mostrará que muito do que se acredita hoje, no contexto da fé, não passa de mitologia pura. Não me insurjo contra o Criacionismo e sim contra as muitas interpretações ortodoxas e fadadas ao fracasso.

A ciência acaba de dar mais um passo. É certo que poderá ser "passo em falso". Poderá, também, resultar numa descoberta verdadeiramente impactante. Trata-se da possibilidade de vida primitiva numa das luas de Saturno. É claro que tudo se baseia em imagens (e interpretações) feitas à imensa distância. Mas a ciência tem demonstrado que o homem, dentro da ótica tecnológica, tem enxergado muito além da visão...

Leiam, logo abaixo da imagem, a reportagem completa.


"Os cientistas encontraram evidências de que há vida na maior lua de Saturno, Titã. Eles descobriram indícios de que alienígenas primitivos estão respirando na atmosfera da Titã. As descobertas, foram feitas através de uma nave espacial em órbita, revelados em dois relatórios separados. A sonda Cassini da NASA analisou a química complexa na superfície de Titã – a única lua conhecida por ter uma atmosfera densa. Sua superfície é coberta por montanhas, lagos e rios, o que levou os astrônomos a dizer que é o que se tem de mais parecido com a Terra no sistema solar."

"Produtos químicos orgânicos já haviam sido detectados no satélite de 3.200 quilômetros de largura. Mas o líquido em Titã não é água, mas o metano, os cientistas especulam que a vida existente tem origem a partir do metano. O primeiro artigo, na revista Icarus, mostra que o gás hidrogênio flui para baixo através da atmosfera de Titã desaparecendo na superfície, sugerindo que poderiam estar sendo inspirada por insetos alienígenas.  O segundo artigo, no Journal of Geophysical Research, relata que há falta de um determinado produto químico na superfície, o que leva os cientistas a acreditarem que pode estar sendo consumido pela vida."

"O astrobiólogo da NASA Chris McKay disse: "Se estes sinais não virem a ser um sinal de vida, seria duplamente emocionante porque representaria uma segunda forma de vida independente da vida à base de água na Terra". O professor John Zarnecki, da Open University, disse: "Nós acreditamos que a química está lá para toda a vida se formar. Ela só precisa de calor para o arranque do processo. Dentro de quatro bilhões de anos, quando o Sol inchar em uma gigante vermelha, poderia ser o paraíso na Titan”.
 
Fonte: (Minilua).
 
Nota: É claro que precisamos esperar um bom tempo para ter certeza do "sim" ou do "não". Por hora eu sigo humilde e observador. Compromissado que sou com a verdade eu a espero de braços abertos, qualquer que seja a forma como ela se apresentará...

Enéias Teles Borges
-

2 comentários:

cogitavel disse...

Eu discordei quando você disse que baseia-se apenas em imagens e interpretações feitas à imensa distância. Existe toda uma matemática por traz disso. Há um documentário do Stephen Hawking - que a pouco tempo estava passando no Discovery Channel - que mostra as possibilidades de vida em saturno. No documentário, Hawking não usa interpretação. Ele usa os conhecimentos científicos, que apontam que nessa lua [Titã] ocorre um fenômeno interessante. Ela se contrai por conta da pressão imposta pelo seu modo de orbitar Saturno. Segundo Hawking, essa contração causada pela órbita é o bastante para que haja um manto de "água" debaixo de alguns quilômetros de gelo.

E o termo "vida primitiva" me parece errado. Não sei explicar porque, mas não achei legal isso. Não que eu considere que eles sejam inteligentes, nada disso. Eu acredito que, se houver mesmo vida em Titã, os seres de lá sejam parecidos com animais marinhos muito estranhos e bem diferentes dos que temos na Terra.

E digo mais: É impossível haver vida em qualquer Planeta [inclusive o nosso] que não haja a "corrupção do pecado original" bíblico. Se o pecado original resume-se ao que está escrito na bíblia (que o homem terá que caçar para se alimentar, a mulher sentirá dores no parto e a cobra andara com a barriga no chão[?]), acredito que seria impossível existir vida sem ele. Como o homem se alimentaria sem caçar? Como os outros animais se alimentariam sem caçar?

vidalvidal disse...

E Galileu Galilei não "quase morreu" por conta de sua idéia. Ele morreu por conta dela sim! Lógico que foi causas naturais, mas a vida dele poderia ser prolongada se os religiosos da época não aprisionassem-o à domiciliar perpétua até que a cegueira vinhesse a ele e assim morresse ao lado de seus discípulos.

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails