terça-feira, 22 de junho de 2010

Futebol, Cristianismo e Ateísmo

Polêmica na Copa do Mundo. O jogador Kaká, em desabafo, mirou o jornalista Juca Kfouri. Segundo o jogador brasileiro, o eminente jornalista direciona seus "canhões" contra ele e sua fé. Kfouri rebateu dizendo que é contra a forma como se comportam alguns jogadores e cita como exemplo a comemoração da Seleção Brasileira na conquista da Copa das Confederações.


Com a palavra Kaká:

“Ele [Kfouri] tem dirigido os canhões para mim, não profissionalmente, mas de uma forma pessoal, direcionada a minha fé em Jesus Cristo. Respeito ele como ateu, mas espero respeito com aquele que professa sua fé através de Jesus Cristo”, declarou o meio-campo.

“E digo isso não só a meu respeito, mas falando de milhões de brasileiros que creem em Deus e em Jesus Cristo”, completou Kaká.
 

Com a palavra Juca:

"Kaká se engana e enfiou Jesus onde Jesus não foi chamado."

"Critico sim o merchandising religioso que ele e outros jogadores da Seleção costumam fazer, tentando nos enfiar suas crenças goela abaixo."

"Um tal exagero que a Fifa tratou de proibir, depois do que houve na comemoração da Copa das Confederações."

"Mas não abri bateria alguma contra ele, provavelmente mal assessorado, tanto que o considerei o melhor em campo no jogo contra Costa do Marfim."

"Apenas noticiei que ele sofre com seu púbis e há quem avalie que isso o levará a encerrar a carreira prematuramente."

"Ele negou as dores no púbis ao dizer que sente dores como qualquer jogador profissional e que o prazer de jogar pela Seleção o faz superá-las."

"Aí caiu na primeira contradição, pois ao atribuir às dores que sentia a sua má atuação na Copa da Alemanha, quatro anos atrás, declarou que não jogaria mais com dores."

"E hoje mesmo, na entrevista coletiva, ao responder sobre se seria operado do púbis depois da Copa respondeu que esta era uma questão delicada e que os médicos divergiam a respeito."

"Mas, para quem não tem nada no púbis, como alegou, por que cogitar de tal hipótese?"

"Talvez só Deus saiba."

"Como não acredito nele…"

Fontes dos textos:


Nota: Não quero fazer juízo de mérito, mas algo bom vislumbro em ambos: os dois são muito éticos. Podemos notar, felizmente, que ética independe de teísmo ou ateísmo...

Enéias Teles Borges
-

5 comentários:

Altamirando Macedo disse...

Questiono os dois.
Se Kaká direcionasse sua fervorosa fé para um alvo real, já teria sido curado. Existem bons médicos no mundo.
Um jogador de futebol que professa sua crença no improvável,não pode enfiar nada "goela abaixo" numa personalidade culta como o Juca Kfouri.

A arte de ter razão disse...

Eu não entendo esse Deus todo poderoso que não é capaz de curar um púbis defeituso. (rs)

Ademais, nunca fui com a cara do Kaká. Mas ele é um bom jogador, tenho que reconhecer.

Deyvison disse...

PERDAO SENHOR ELES,O JUCA NAO SABE O Q FALA NEM ESSES DOS COMENTARIOS ABAIXO....AO DEUS TODO PODEROSO E SOMENTE A ELE TODA GLORIA PARA SEMPRE.

nanda disse...

Deus e Espirito,ato puro,amor,criador Deus e tudo de bom.

Anônimo disse...

Deus e Espirito,ato puro,amor,criador Deus e tudo de bom.

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails