sábado, 27 de novembro de 2010

Eu quero crer

Hoje eu li duas postagens interessantes. Uma saiu do blogue do Michelson Borges e tem um título sugestivo: "Precisamos ver com os olhos e com o coração". Ele fala, com razão, que ateus, agnósticos e céticos leem as mensagens publicadas em sua página. É verdade. Sou agnóstico e as leio com frequência. Chamo especial atenção para um parágrafo que foi postado por ele:

"Sei que muitos ateus, agnósticos e céticos leem este blog, por isso apelo para que você (caso seja um deles) abra não apenas a mente (olhos e ouvidos), mas o coração também, e dê uma chance para Deus. Sei também de incrédulos que pedem sinais e milagres, a fim de que possam crer. Mas será que creriam mesmo, caso lhes fosse concedido o que dizem querer, ou racionalizariam até mesmo o maior dos milagres? Por que realizar milagres específicos na vida de quem não confia, já que este não atribuiria isso a Deus? Por isso se diz, numa inversão do dito popular, que é preciso crer para ver."

Sugiro a leitura completa do texto, teclando [aqui].

Eu quero crer!

Eu quero milagres e diante deles abrirei meus olhos para ver e o meu coração (mente) para receber...

O segundo texto que li hoje foi escrito pelo blogueiro Ebenézer Teles Borges, que trouxe um título objetivo, que é "Haiti - Sem piso e sem teto" e ele, Ebenézer, postou um parágrafo interessante que reproduzo aqui:

"E já que falei em religião e igrejas, lembro-me que Deus é, na Bíblia, apresentado como o protetor dos pobres, das viúvas e dos órfãos. O Haiti é hoje, por excelência, a terra dos pobres, das viúvas e dos órfãos, um "prato cheio" para Deus. A imprensa está lá, fazendo o trabalho dela e buscando audiência; as igrejas estão por aí, aproveitando-se igualmente da crise para incrementar suas fileiras de adeptos. E Deus, onde está? O que anda fazendo? Sei alguma coisa sobre as instituições humanas, sobre como o mundo funciona, mas admito desconhecer os caminhos, interesses e intenções divinos. Penso, contudo, que se Ele quisesse, poderia se aproveitar também desse momento de luto para revelar ao mundo sua velada face de amor. Os pobres, as viúvas e os orfãos do Haiti certamente ficariam muito agradecidos se Deus fosse hoje, para eles, "socorro bem presente nas tribulações", como afirma o salmo bíblico."

Sugiro a leitura completa do texto, teclando [aqui].

Eu quero crer. Quero abrir olhos e coração.

Acredito que esse momento, em que os olhos e coração do mundo, estão voltados para o Haiti, é o momento certo, uma "plenitude dos tempos" ideal para o milagre com 100% de acompanhamento pelo mundo composto pelos que creem, por ateus, agnósticos e céticos. Que milagres sejam operados em favor dos pobres, órfãos e viúvas do Haiti! Que os milhares de mortos voltem à vida e se maravilhem com o grande milagre! Que o mundo veja e aceite! É o momento! É a hora!

Eu quero crer! Eu quero acreditar!

Enéias Teles Borges
Postagem original: 17/01/2010
-

8 comentários:

Potira disse...

Que interessante.


Vou lá ler agora mesmo...

=)

Cleiton Heredia disse...

Michelson Borges disse:

"Por que realizar milagres específicos na vida de quem não confia, já que este não atribuiria isso a Deus?"

Quer dizer que o Deus do Michelson só opera milagres quando estes forem repercutir para a Sua própria honra e glória? Bem, neste caso 5% da população haitiana que pratica o Vodou não seria alvo dos milagres deste Deus, pois sem dúvida eles diriam que os mesmos eram provenientes dos seus próprios deuses classificados pelos cristãos de demônios.

Mas e se Deus realizasse um milagre na vida de um católico. Este não poderia atribuí-lo à intervenção de um determinado Santo ou a Nossa Senhora? Deus realizaria um milagre na vida de indivíduos que estão filiados a uma religião classificada pela religião do Michelson como um poder herético que está desviando o mundo da verdade?

Se este argumento do Michelson não é mais um daqueles absurdos que ele de vez em quando solta, então o seu Deus não passar de um ser egocêntrico, parcial e sem compaixão para com os seres humanos.

A arte de ter razão disse...

Cleiton,

O deus do Michelson, ou qualquer outro deus, sempre é egocêntrico, parcial e sem compaixão para com os seres humanos.

Como disse alguém:

"Se Deus existe, é bom ele ter uma boa desculpa".

A arte de ter razão disse...

Olá Enéias,

Tem um selo de reconhecimento para você lá no meu blog.

É sempre uma satisfação poder presenteá-lo.

Abraços,

Ricardo

kr3bys disse...

Dá uma olhada aqui.. indiquei teu blog!

http://krebys.blogspot.com/2010/01/metamorfose-ambulante-selo-de.html

kr3bys disse...

Dá uma olhada aqui.. indiquei teu blog!

http://krebys.blogspot.com/2010/01/metamorfose-ambulante-selo-de.html

Alexandre - Condor disse...

Muitos protestantes e adventistas falam que terremotos, tais como o do Haiti, são sinais evidentes da volta de Cristo a este mundo.
O que eu não entendo é por que Deus não escolheu sinais inofensivos, porém incontestáveis de sua volta? Por que tantos inocentes têm que morrer para que os tais sinais se cumpram?
Eu creio em Deus, só não consigo entendê-lo...

Eduardo Medeiros disse...

Caros amigos, deixem deus fora do caos no haiti. Deus não provoca terremotos nem catástrofes. A natureza os provocam. Ah é é??

Mas os homens de boa vontade, crentes ou ateus, deveriam "levar deus" para o haiti em forma de alimentos, equipamentos e consolo para as vítimas.

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails