sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

O FUTEBOL, O PADRE E A CERVEJA


O futebol, o padre e a cerveja
Enéias Teles Borges


Os quatro principais times de futebol de São Paulo (Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos) se reuniram. O conhecido grupo (G4) de futebol anunciou, no dia 09/12/2009, o primeiro patrocinador conjunto para as quatro equipes. Trata-se de uma cervejaria conhecida no Brasil.

Até aí nada demais. A cerveja e o futebol até podem andar de braços dados, a despeito de que cerveja e futebol nos estádios não formam um bom casal (opinião deste blogueiro). Ocorre que surgiu um novo aliado, que inclusive aparece na foto junto com os quatro representantes dos clubes paulistas: o padre Marcelo Rossi!

Creio que não ficou bem (...), afinal não me parece boa postura qualquer religioso, não importando a qual conglomerado da fé pertença, participar de manifestação que possa incutir, sugerir, apoiar o uso de bebidas num contexto que envolvem pessoas e entidades esportivas.

Parece postura de um ultrapassado e/ou moralista de meia pataca? Pode até ser, mas faço questão de externar meu ponto de vista no que tange a esse assunto e nesse momento específico.

Reportagem completa no [futepoca].
-

3 comentários:

Cleiton Heredia disse...

A relação entre o futebol e a religião é que ambos possuem torcedores fanáticos que torcem desesperadamente para sempre ganharem (sempre estarem certos).

Uma outra relação mais jocosa é que ambos depende de um chute atrás de outro (cruel).

Já a cerveja, como se trata de uma bebida alcóolica, não deveria jamais ser aceita para patrocinar atividades esportivas, pois esporte é saúde.

O mesmo digo do cigarro. O único time que pode ser patrocinado por um fabricante de cigarro é o Corinthians, pois levar "fumo" é o que eles mais fazem.

Carlos H. Barth disse...

Enéias,

Isso só demonstra que o discurso de valores normalmente fica só no discurso. A humanidade vive a falar de valores e a agir por conveniência. Sempre foi assim. A única diferença para as gerações passadas é que esta tem maior cara de pau.

A arte de ter razão disse...

Enéias,

O padre Marcelo Rossi é um líder da Igreja Católica Romana, a qual não condena, pelo menos explicitamente, o uso de bebida alcoolica, portanto, não há contradição nessa imagem, pricipalmente se o discurso do sacerdote terminar com um sonoro: BEBA COM MODERAÇÃO. (rs)

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails