terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

A violência do sequestro


Você já passou por essa experiência na família? Passamos por isso ontem. Minha esposa ligou às 7:15 horas da manhã pedindo senhas bancárias. Sei que não é do seu comportamento. Foi o suficiente para que eu soubesse que ela estava nas mãos de sequestradores. Daquele horário até o final, por volta das 10:00 horas, foi angústia total. Quase três horas vivenciando o famigerado sequestro relâmpago...

No final os prejuízos materiais e físicos ficaram aquém do que poderiam ser. Alguns podem dizer que fomos abençoados e outros dirão que fomos sortudos. Não nos importa a ideologia utilizada para mensurar o resultado... Fato é que tudo terminou bem (ou menos mal).

Detalhe que mais nos assustou: o evento ocorreu dentro do estacionamento do local de trabalho. Em geral tememos por situações assim no trânsito ou locais tidos como perigosos. Jamais cogitaríamos tal calamidade em estacionamentos seguros como os do trabalho, supermercados, centros de compras e afins.

A segunda-feira, 09/02/2009, será lembrada como um dia horrível, mas de final que se tornou um alento. Hoje podemos afirmar sem dúvidas: fazemos parte das muitas famílias brasileiras que experimentaram da “violência do sequestro”!

Enéias Teles Borges

5 comentários:

Cleiton Heredia disse...

Meu amigo, que loucura!!!

Imagino a angústia durante estes momentos, e só de pensar já fico meio passado.

Mas fico um pouco mais tranquilo em saber que agora tudo está bem.

Jorge disse...

Amigo,
Graças ao nosso maravilhoso Deus!
Ele é lindo, "socorro bem presente na angústia". O livramento não foi por "sorte" mas por providencia.
Abraços.

Ricardo disse...

Estamos todos na fila. Quem será a próxima vitima?

Ontem um amigo ficou das 19:00 às 22:00h em poder de sequestradores. Mas nesse caso a violência foi maior pelo fato da vitima ser homem. O cara levou umas coronhadas.

Os bandidos o escolheram pois acharam que dentro da sua pasta de trabalho havia um notebook. Não havia.

Sacaram tudo o que podiam nos caixas eletrônicos e o liberaram.

Nossa sociedade veste um manto de civilidade, mas continua sendo a mesma selva dos nossos ancestrais.

Lu disse...

Meu amigo,
Com um pouco de atraso... mas hoje q abri o seu blog soube q a vitima foi a sua esposa... Gracas a Deus por este livramento. Podemos perder os bens materiais mas a vida, q esta em Deus, eh o q conta acima de tudo.
Um abraco.

roberto disse...

Meu amigo só hoje estou lendo seu blog, pois estava em viagem.
Mas aqui para me solidariezar com vcs. Como disse o Ricardo, estamos na fila.
Um abraço

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails