segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A auto-estima e a pedofilia

“Aquele que não deseja a estima de seus contemporâneos é indigno dela”. (O Grande Frederico).

O que, efetivamente, nos leva a valorizar o que outras pessoas pensam, positivamente, a nosso respeito? Ser estimado ainda é anelo do cidadão do século XXI? O que, de fato, é estima? Seria a admiração e respeito que se sente por alguém, advindos do reconhecimento do seu valor moral, profissional etc.?

E quando a pessoa perde a auto-estima? Isso é possível? Acredito que sim. Quando o ser humano deixa de se respeitar ele é capaz de fazer “coisas que até mesmo Deus duvida”.

Seria a falta de estima a grande responsável pela onda de pedofilia que, pútrida, invade o seio da sociedade? O que tem levado pessoas de alto conceito moral (na sociedade) a externar tamanha bizarrice? Perda da auto-estima?

Confesso, amigo leitor, que ando abismado com as notícias que circulam, dando conta da forma como a lei (moral e legal) tem sido infringida, nessa escalada de maldade contra indefesas crianças. São barbaridades indescritíveis! Impossível aceitar! Impossível não vomitar! Não há que se cogitar da decepção, há que se falar da revolta que invade o peito!

A sociedade precisa reagir. Precisa vigiar! Precisa perseguir até prender pessoas que fazem da sensualidade extremada, podre e má o seu ápice do prazer.

Fica aqui o registro inicial sobre o tema. Voltaremos a ele, sempre que necessário.

Insurgir contra esse tipo de abuso é dar vazão ao pensamento do Grande Frederico. A nossa reação a isso tudo evidencia, de forma magistral, a estima e também a auto-estima.

Enéias Teles Borges
Postagem original: 06/06/2008
-

3 comentários:

Cleiton Heredia disse...

Entre as pessoas não merecem a classificação de seres humanos despontam, bem no topo da lista, os pedófilos.

Esta raça de imbecis, em termos de existência, está até mesmo abaixo de qualquer animal irracional, e deveriam ser estintos sem dó ou piedade.

Ricardo Cluk disse...

Não vejo qualquer relação entre auto-estima e pedofilia.

A auto-estima tem haver com o que o sujeito acha de si mesmo e a pedofilia é um distúrbio mental que faz com que um adulto se atraia sexualmente por crianças ou adolescentes sexualmente imaturos.

Pode até ser que um sujeito com baixa auto-estima possa tornar-se agressivo em determinadas circunstâncias, mas isso não fará dele um pedófilo.

Um pedófilo não comete crime se for abstêmio em relação ao sexo com crianças, portanto, não devemos confundir crime sexual contra menores com pedofilia. Muitas vezes esses violentadores de menores não são pedófilos coisa nenhuma, apenas se aproveitam da circunstância e fragilidade da vitima, que casualmente são crianças, mas também podem ser mulheres ou homens, dependendo da preferência sexual do criminoso.

Carlos H. Barth disse...

Convivo com a pedofilia mais de perto do que gostaria. Me refiro à internet. Todos nós convivemos com ela de maneira muito mais próxima do que gostaríamos.

Em minha área de atuação (segurança na internet) busco pesquisar e conhecer a realidade dos "submundos" virtuais, onde o crime impera. E posso dizer que a realidade da máfia da pedofilia na internet, que vende fotos de crianças, é aterrorizante. Envolve pedófilos, designers, técnicos, fotógrafos e até psicólogos (para ajudar as crianças a superarem o fato de, aos 18, ninguém mais querer fotografá-las) e claro, envolve os PAIS da criança.

Aliás, as fotos e vídeos de pedofilia mais violentos que circulam pela internet normalmente NÃO SÂO produzidos pela máfia, mas sim por pessoas próximas da criança, com o intuito de "trocar" fotos com outros pedófilos em comunidades da internet.

Pausa para o vômito.

Assim, pelo que percebi de depoimentos de pedófilos confessos e presos, acredito sim, que o pedófilo não tem respeito real pela dignidade humana (consequentemente, nem pela própria dignidade), ou seja, não estima a si mesmo. Isso faz com que seus desejos mais obscuros e pútridos possam ser executados. Não creio, portanto, que a falta de estima seja a causa da pedofilia, mas sim um canal, que permite aos pedófilos tornarem real sua podridão em potencial.

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails