quinta-feira, 6 de março de 2008

Dezoito anos de vida...

Lembro-me quando ela nasceu. É como se fosse hoje. Dia 04 de março de 1990. Passaram-se dezoito anos e minha primeira filha (de duas) chegou à maioridade civil.

Minha responsabilidade acabou? Não! A independência civil não caracteriza desnecessidade de responsabilidade paternal.

Fato é que o tempo passou e com o amadurecimento dos filhos notamos nosso tempo se escoar. Olhar para trás? Por que não? É uma maneira de avaliar o que passou e aplicar no presente - vislumbrando o futuro.

É uma nova etapa que surge na vida da família. Momento de reflexão. Incerteza? Esperança? Eis a porta da maioridade se abrindo para mais uma pessoa nesse nosso Brasil.

Momento de sorrir? De chorar? Sorrir de alegria e chorar de emoção? Não sei... A realidade nos espera. De braços abertos e com firmeza de propósito vamos a mais essa luta.

Felicidades filha! Estamos aqui, como sempre.

Um comentário:

Ebenézer disse...

O tempo passa...
Também me lembro daquele dia!
Parabéns para você e para ela.

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails