sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Sobre a União Homossexual

A União Civil entre pessoas do mesmo sexo é uma realidade no Brasil. Impossível mudar o rumo tomado, inclusive sob o ponto de vista jurídico. Não me insurjo contra isso. Vivemos numa República Democrática de Direito. Não posso, todavia, deixar de externar minha insatisfação contra o uso da expressão "casamento entre pessoas do mesmo sexo". O termo "casamento", ao meu ver, refere-se à união entre pessoas de sexos opostos.
Alguns me perguntam se eu, como advogado e teólogo, alinho-me contra as pretensões dos homossexuais, no que tange ao avanço do direitos que eles pleiteiam. Não, nada tenho contra! Creio que qualquer tipo de orientação sexual, que não invada direito alheio, não deve ser questionada. Apenas tenho fixado posição no que diz respeito ao uso da palavra "casamento", que na minha maneira de entender deve ser utilizada apenas para a união entre pessoas de sexos opostos.
Enéias Teles Borges

2 comentários:

Anônimo disse...

que lhe quer chamar? garagem?, mesa? cadeira? cave?
se dois seres humanos formalizam a sua união existe uma palavra que é casamento

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Como casamento, de acordo com entendimento, etmologia e afins, pressupõe duas pessoas de sexos diferentes, não é correto usar o termo para a união homossexual. Não é questão querer ou não e sim de ser ou não ser.

Acredito que o correto é a expressão "União Civil Homossexual".

Enéias

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails