terça-feira, 9 de agosto de 2011

Saindo do buraco

Sacudindo a poeira

Um dia, o cavalo de um camponês caiu num poço. Não chegou a se ferir, mas não podia sair dali por conta própria. Por isso o animal chorou fortemente durante horas, enquanto o camponês pensava no que fazer.

Finalmente, o camponês tomou uma decisão cruel. Concluiu que o cavalo já estava muito velho e não servia mais para nada. Também o poço já estava mesmo seco. Precisava ser tapado de alguma forma. Portanto não valia a pena se esforçar para tirar o cavalo de dentro do poço. Ao contrário, chamou seus vizinhos para ajudá-lo a enterrar vivo o cavalo. Cada um deles pegou uma pá e começou a jogar terra dentro do poço.

O cavalo não tardou a se dar conta do que estavam fazendo com ele, e chorou desesperadamente. Porém para surpresa de todos, o cavalo quietou-se depois de umas quantas pás de terra que levou. O camponês finalmente olhou para o fundo do poço e se surpreendeu com o que viu. A cada pá de terra que caia sobre as costas o cavalo sacudia, dando um passo sobre essa mesma terra que caía no chão.

Assim em pouco tempo, todos viram como o cavalo conseguiu chegar até a boca do poço, passar por cima da borda e sair dali trotando.

Moral da história:

A vida vai lhe jogar muita terra, todo o tipo de terra. Principalmente se você já estiver dentro do poço. O segredo para sair do poço é sacudir a terra que se leva nas costas e dar um passo sobre ela. Cada um de nossos problemas é um degrau que nos conduz para cima. Podemos sair dos mais profundos buracos, se não nos dermos por vencidos. Use a terra que lhe jogam para seguir adiante.

Recorde as cinco regras para ser feliz:

1. Liberte o seu coração do ódio.
2. Liberte sua mente de preocupações.
3. Simplifique a sua vida.
4. Dê mais e espere menos.
5. Ame mais e aceite a terra que lhe jogam, pois ela pode ser a solução, não o problema.

Anônimo


Nota do Editor: Lembro-me dos tempos em que eu palestrava (pregava) nas igrejas adventistas. Eu procurava sempre alguns exemplos, parecidos com este, para conclamar à luta...

Enéias Teles Borges
Postagem original:  31/08/2010

4 comentários:

Alexandre - Condor disse...

Belíssima mensagem. Verdadeira também!
Na sua nota neste post, sinto certo saudosismo (pode ser até impressão minha). Penso que às vezes deve ser bem doloroso para você, ter descoberto que a verdade absoluta da qual você sempre acreditou, tornou-se uma das diversas especulações do meio religioso sobre quem somos, de onde viemos e para onde iremos. Estou enganado?

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Alexandre, de fato sinto saudades. Hoje, se convidado, palestrarei. Temas sociais seriam os que eu utilizaria. Como agnóstico teísta eu não teria coragem de trazer à baila o que não creio mais.

Alexandre - Condor disse...

É bem nobre de sua parte. Penso que se tivermos realmente um Deus pessoal, nossa sinceridade de pensamento nos servirá de escudo para qualquer ira divina. No mais, promovendo a ética e o bem comum a todos, através de temas sociais positivos que elevam a auto-estima, estamos de certa forma pondo em prática o que Jesus disse em Mateus 7:12:
Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.

Michelle Borges disse...

gostei =D

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails