quarta-feira, 21 de abril de 2010

Medo de escorpião

Medo de escorpião
Enéias Teles Borges


Você tem medo de escorpião? Já foi picado por algum? Não tem medo? Mesmo que seja um com dois metros de comprimento e um de largura? Pode parecer um absurdo, mas cientistas informam que escorpiões gigantes habitaram a terra.

Cientistas encontram pegadas deixadas por escorpião gigante na Escócia

Cientistas britânicos encontraram na Escócia pegadas fossilizadas de um animal que eles acreditam ser um escorpião gigante que teria vivido há cerca de 330 milhões anos - muito antes do surgimento dos dinossauros.

O animal teria 2 metros de comprimento, 1 metro de largura e seis patas, e seu habitat seria areia úmida. Ele é um antecessor dos atuais escorpiões e caranguejos-ferradura.

As pegadas foram descobertas por Martin Whyte, da Universidade de Sheffield, quando ela fazia uma caminhada pela região escocesa de Fife.

Elas representam a maior trilha de pegadas deixadas por um animal invertebrado da qual a comunidade científica tem conhecimento

Molde

A trilha consiste em três fileiras de pegadas em forma de meia-lua em cada lado de uma ranhura central.

Segundo os cientistas, a ranhura teria sido feita pela cauda do animal quando ele se arrastava pela areia.

O fóssil contrasta com a teoria anterior de que o escorpião, batizado de Hibbertopterus, teria vivido exclusivamente no meio aquático.

Segundo a Scottish Natural Heritage, órgão que administra o patrimônio natural da Escócia e que está financiando a pesquisa, a descoberta é importante internacionalmente por se tratar de uma criatura "gigantesca".

A entidade informou que os paleontólogos envolvidos criarão um molde em silicone do fóssil para poder estudá-lo melhor.

"A trilha está em uma situação precária, já que ficou anos exposta à erosão. A rocha em que ela está também corre risco de desabar", afirmou Richard Batchelor, da Geoheritage Fife, outro organismo de preservação de patrimônio natural.

"Removê-la até um museu teria um custo proibitivo, mas fazer um molde de silicone significa que poderíamos replicá-la e ainda estudá-la por ainda muitos anos.


Nota: Descoberta como essa serve para o mundo dos ateus e evolucionistas. Motivo: datação de 330  milhões de anos. Para criacionistas que se prendem à ideia do dilúvio e aos conceitos da terra nova, não há serventia. Pode até servir, mas com certeza a datação não superará a casa dos 10 mil anos. Eis um ponto que não permite a conciliação da ciência com a cultura religiosa - especialmente aqueles (religiosos) que possuem a fé cega e a faca amolada.
-

2 comentários:

A arte de ter razão disse...

O mais engraçado é que do ponto de vista criacionista (bíblico) esse gigantesco escorpião se alimentava de ervas, já que antes do pecado de Adão e Eva nenhum animal era carnívoro. Um escorpião de 2 metros comendo alface. (rs) Esses religiosos são uns piadistas. (rs)

Eduardo Medeiros disse...

cruz credo!!!

um normal já é asqueroso, imagina um de 2 metros...

rsssss

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails