quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

O aquecimento global e a religiosidade


Existem três vertentes para o tema "aquecimento global". Antes de nos dirigirmos a elas é importante destacar que a expressão que talvez se mostre mais correta, em substituição a "aquecimento global", seja "mudança climática global". Certo é que não se pode, de forma decisiva, dizer que é um aquecimento generalizado ou uma mudança comum no planeta terra - mas que não tenha ocorrido em tempos modernos.

Vertentes:

1. Afirma que o aquecimento global de fato está ocorrendo. A camada de ozônio está deteriorada em razão de atos deletérios dos homens. O mundo precisa agir! Detalhe: muitos que acreditam em tal aquecimento global têm afirmado que os contrários, a essa teoria, são grupos econômicos que só teriam a perder com a redução de emissões de gases nocivos. Alinham, entre tantas, a indústria automobilística e os que lidam com o carvão.

2. Afirma que o aquecimento global não existe. O que estaria ocorrendo é algo cíclico na terra o que seria algo novo (para a geração atual). Já teria ocorrido outras vezes no passado médio e distante. Detalhe: para os partidários dessa vertente existem grupos econômicos interessados em convencer o mundo de que há um aquecimento global em andamento. Entre os interessados na teoria do aquecimento global estariam grandes grupos financeiros, interessados no enorme lucro que viria da venda dos créditos de carbono.

3. A terceira vertente é religiosa. Notadamente centrada na Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD). Ela, através de seus representantes, acredita que as notícias que dão conta do aquecimento global vão mais além do jogo econômico e político. Essencialmente é algo político-religioso e previsto profeticamente. Detalhe: para conhecer mais dessa vertente basta ler os textos sob o título ECOmenismo do blogue Criacionismo.

São três vertentes. Vertentes exludentes, claro. Estando uma correta as outras duas estariam equivocadas.

O que você pensa disso tudo?

Enéias Teles Borges
Postagem: 12/2009
-

2 comentários:

A arte de ter razão disse...

Enéias,

A teoria conspiratória envolvendo o aquecimento global não se encaixa no que a profetisa esquizofrênica dos adventistas do sétimo dia escreveu a respeito de uma futura perseguição contra o seu povo. Ela diz que uma tremenda crise financeira é que fomentará tal perseguição, sendo o elo de ligação entre a besta que subiu da terra (EUA) e a besta que subiu do mar (Vaticano). Mas o que se vê no debate a respeito do aquecimento global é que os países europeus tomaram a frente do processo, enquanto os EUA querem distancia desse assunto.

Além disso, a religiosidade do povo americano vem diminuindo ano após ano, e a moral da Igreja Católica, por causa dos seus padres pedófilos, está no esgoto.

Acontece que de tempos em tempos os adventistas do sétimo dia inventam, ou enxergam em algum evento mundial, um bom motivo para saírem por ai tagarelando a respeito de uma eventual perseguição contra os sabatistas. Esse assunto é hilário para quem conhece um pouquinho da historia dessa igreja.

Joseane disse...

Nesse assunto fico com a primeira vertente por haver uma comprovação científica sobre os danos causados pelas emissões dos gases nocivos na camada de ozônio. Acreditar que é um movimento cíclico, é perigoso e cômodo. Ele passa e pronto.
Na terceira vertente , não tem o comentar.

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails