segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Viva com esperança

Retornando ao tema... Nesse momento o faço em virtude de uma campanha evangelística implementada pela Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD). A circunscrição contempla toda a América do Sul. Projeto interessante que se propõe levar esperança aos corações humanos.

O que é viver com esperança? No exemplo em tela a esperança é a do retorno de Jesus, que segundo crêem os cristãos em geral, ocorrerá brevemente. Entenda-se o breve como sendo perspectiva que se vem tendo desde os tempos apostólicos.

A despeito do que muitos pensam e anelam a esperança está baseada em algo que se deseja e espera. Algo bom. Naturalmente os esperançosos consideram o objeto da esperança como algo real. O real ainda não atingido.

Dentro da sinceridade que a vida requer, há que se pensar, também, de uma forma racional. Viver com esperança não é a mesma coisa que viver com a verdade. Mesmo porque a esperança, qualquer que seja, poderá redundar em frustração. A esperança escuda-se em expectativa e desejo e a verdade sempre será verdade. Havendo coincidência entre o que se espera e o que no futuro ocorrerá tem-se a bendita esperança. Pode acontecer que a esperança seja a última a morrer o que implicaria em afirmar que ela fatalmente desvanecerá. É a esperança que não coadunará com a verdade por vir. Como existem esperanças diferentes baseadas no mesmo ideal muitos se frustrarão e poucos (ou nenhum) terão a maravilhosa esperança. Imaginemos as esperanças dos cristãos, muçulmanos, orientais e muitos outros que têm esperanças que se divergem. É natural que viver com esperança não trará o mesmo resultado para todos...

Desta forma há que se reiterar aqui no blogue: viva com esperança, mas adicione a realidade a tudo isso. A verdade foi, é e será imutável. Ela não se adaptará à esperança. A esperança é que deve “torcer”, para que coincida com a verdade anelada...

Enéias Teles Borges
Postagem original: 08/09/2008

2 comentários:

Alexandre - Condor disse...

Enéias

Tudo é muito lindo até você descobrir que a salvação que Cristo trará será Dele mesmo enfurecido, pois, Ele mesmo matará aqueles que não o seguiram, entre eles muitos amigos e familiares e ao descobrir isso (após meu batismo na IASD), essa volta não me trouxe mais esperança e sim desapontamento.

Por isso, acredito hoje no "Deus amor", e não mais no Deus que mata por não guardar um dia da semana, por tomar uma cervejinha com seus familiares e amigos, por causa do gosto musical, por causa do que você come ou usa, enfim, por você ser quem você é e não do jeito que Ele quer que você seja.

Hoje tenho mais esperança nesse Deus que acredito, no que verdadeiramente me ama como sou! E tenho minha própria maneira de acreditar Nele.

Grande abraço e como sempre, ótima postagem!

Sônia Chieregato disse...

Olá gostei muito do seu blog blog, ao mesmo tempo ele é interessante.
Aprendi a ter minha esperança e ela ser muito mais alicersada pelo amor incondicional por nós, e até mesmo quando somos infiéis, o nosso \deus permasse fiel.

Um abraço e até breve, Deus o abençõe.

Textos Relacionados

Related Posts with Thumbnails